pra ficar fácil tratamento Ҩ'

31 de janeiro de 2011


Quem é você depois de tirar sua máscara? Quando ninguém mais vê, além dEle? Quem é você além do nome que carrega? Além da família que pertece, dos bens materias que possui ou da profissão que tem...

Quem é você de verdade?

Quais são seus mais profundos (e talvez ocultos) sonhos? Qual sua verdadeira personalidade quando não está representando? O que você realmente busca? O que habita seus pensamentos sobre essa (sua) vida?

Mas vamos lá, vamos fazer você refletir, ao invés de ter meros pensamentos a cerca do que estou falando!!
Se você é o que tem por dentro, não tem problema se uma parte externa do seu corpo precisasse ser removida, né?
Se você é mesmo o que há dentro, se fosse necessário, qualquer parte do seu corpo poderia ser facilmente reduzida, removida, pois você é o que há interna e não externamente, certo? Seus bens materiais, sua família, suas conquistas poderiam ser afastadas de ti sem que quem você é fosse alterado? Ou você é o que diz que é por causa do que está do lado de fora?
Se pudessemos preservar somente seu cérebro e seu espírito/sua alma para continuar a 'boa obra' que você faz, sem seu corpo, sem sua família, sem nada... Teríamos, ainda, os mesmo comandos e teria as mesmas esperanças? Sonharia os mesmos sonhos? Ainda seria você mesmo, ainda que não houvesse platéia?
Esqueça tudo à sua volta e analise você. O que realmente é enraizado em seu cerébro, sua alma... E mesmo que perdesse tudo, sonharia os mesmos sonhos ou desistiria de tudo?

Jó foi a mesma pessoa do 1º ao 42º capítulo da minha Bíblia. Quem é você?

3 comentários:

Fávilo ™ disse...

O que somos e o que pensamos está diretamente ligado ao meio que vivemos, as pessoas com as quais convivemos, a religião que professamos, a escola que frequentamos, a criação que temos e tivemos, até mesmo a região geográfica do planeta que estamos localizados.
Se você me pergunta se eu sonharia os mesmos sonhos ou desistiria de tudo se eu viesse a perder tudo, eu respondo:
Se tudo estiver incluido minha família e as pessoa que amo, claro que não haveria possibilidade de continuar sonhando os mesmos sonhos.
E se eu tivesse nascido numa região de conflito como a Faixa de Gaza?
Talvez eu já tivesse amarrado bombas ao meu corpo e tivesse cometido um atentado terrorista! Quem vai saber?!
O fato é que estamos diante de uma situação hipotética, quando você cita a possibilidade de preservar apenas o cérebro e o espírito, logo, não há como saber qual seria o "destino" do indivíduo sob essas condições.
Todos nós temos uma essência que foi moldada por milhares de fatos que ocorreram desde o momento que estávamos no ventre de nossas mães e diante de condições normais, essa essência irá prevalecer.
É sobre essa essência que falamos quando dizemos que o que importa é o que está no interior e não no exterior.

Deixo aqui minha opinião e parabenizo pelo post!

De repente quinze disse...

Ameý amor aqui *-* seguindo vc também ;)

Ana e Dane disse...

aain que blog fofo! aqui se tem um ótimo tratamento *-* estamos seguindo, segue de volta? abraços nossos, ótima semana