pra ficar fácil tratamento Ҩ': RELATO DE UM HOMEM - [vcs precisam ler]

22 de fevereiro de 2011

RELATO DE UM HOMEM - [vcs precisam ler]

"Tudo bem, queremos meninas legais, sexy, saradas, bonitas, inteligentes e boazinhas! muito fácil falar, pois quando aparece uma assim, de bandeja, a primera coisa que a gente pensa é: oba, me dei bem. ficamos com elas uma vez, duas. começamos a pensar que essa é a mulher que as nossas mães gostariam de ter como noras. se sair um relacionamento, vai ser uma relação estável. você vai buscá-la na faculdade, vocês vão ao cinema, num barzinho, vai ter sexo toda a semana. tudo básico, até virar uma rotina sem graça, você vai olhar os caras bem vestidos e bem humorados indo pra noite arrasar com a mulherada e vai morrer de inveja. vai sentir falta de dar aquelas cantadas infalíveos na noite, falta de dar umas olhadas pra uma gata, ou de dar aquela dançadinha mais provocativa na pista. você pensa: acho que não estou pronto pra isso, pra me enclausurar pro resto da vida nesse relacionamento.

E a boa menina se transforma numa mala, e aos poucos vai surgindo um nojo dela, uma aversão. quando você vê o nome dela no celular, não dá vontade de atender... já era. aquela promessa da vida estável vai por água abaixo, se a menina não se dá conta, nós começamos a ser grosso, muito grosso. e a pobre menina pensa: o que eu fiz? coitada, ela não fez nada, a culpa é nossa mesmo. aí, voltamos pra nossa vidinha que nós tanto odiavamos até semanas atrás. não vemos a hora de sair e arrasar na noite, ou pegat[r aquela mulher gostosona que sempre quisemos. grande desilusão. por mais que não queira, você pensa na sua menina boazinha que você deixou para trás. ela podia ter seus defeitos mas era uma menina legal, que ficaria ao seu lado te dando valor. enquanto isso a boa menina, chateada, lesada custa a entender o que ela fez pra ter te afastado dela, aí essa dúvida vira angústia, que vira raiva. a menina manda tudo a puta que pariu! não quer mais saber de nada, só de sair, zuar, dançar e beijar outros caras. resolve então não se envolver mais, paraq não sair lesada ou chateada, muito bem! acabamos de criar uma monstra. o tempo passa e nós continuamos na mesma, volta a reclamar da vida e das mulheres, elas só querem as coisas com homens cachorros, ou será que nós é que fomos cachorros? elas são assim por nossa culpa. a mulher da night de hoje, era a boa menina de outro homem ontem, e assim sucessivamente. provavelmente essa nossa ex-boa menina, deve estar enlouquecendo a cabeça de outro homem por aí. eu a perdi para sempre, ela virou uma mulher enlouquecedora... eu a encontrei na balada, e ela? nem me olhou... mas estava mais linda do que nunca. 

4 comentários:

Fabi disse...

amei o texto *-*
refleti muito!
parabéns

Rafaella★ disse...

Adorei o post! Texto muito bom *-* Obrigada por acessar o Blog da Rafa tbm acesso o seu todo dia :D
Bjos;
blogpinkrafa.blogspot.com

Ana e Dane disse...

lindo POst *O* belo belo belíííssimo! ;D abraços! [/desculpe a ausencia, mas facul começou ai já viu!

Fávilo ™ disse...

Calma ae, como diria o mano brown:

Fale o que quizer, o que é é!
Verme ou sangue-bom tanto faz pra mulher
Não importa de onde vem, nem pra que!
Se o que ela quer mesmo é sensação de poder
Com um ladrão fez rolê, se envolveu sei lá, saiu
Mas, o homem não abriu, curtiu, quem viu viu
Em Maio foi vista de RR a mil
Na BR no frio, com boyzão da Civil, viu
Uns e outros aí bom rapaz
Abre o coração e sofre demais
Conversa com os pais ali no sofá da sala
Ouve e dá razão enquanto ela fala
E fala, cai no canto da sereia
Vê que ele é firmão igual um prego na areia
Prego, jogou o ego, dentro de um buraco
Um Bom Vivant jamais, mostra o ponto fraco
Pergunte a Sansão quem foi Dalila
Ouça o sangue-bom Martinho da Vila
De vários amores, de todas as cores
De vários tamanhos, de vários sabores...
...E ele tava impunga
Pra leva-la no trampo lá na Barra Funda
10 graus, cinco da manhã sem problema
Se ela não morasse em Diadema
Pontual como o Big Ben, 4 ano assim
Nem sheakespeare, imaginaria o fim
Te trocou por um vadio, sem vergonha
Que guenta até a mãe quando acaba a maconha
E ela diz que é feliz, que ele é cabuloso
Se pisa pra caralho moscão pegajoso
Mulher finge bem, casar é negócio
Você vê quem é quem, só depois do divorcio
Vem vem neném, de amor eu não morro
Vocês consagraram o estilo cachorro!